Tudo a postos

May 9, 2018

Mariana é aquele tipo de aluna a quem todos os colegas pedem apontamentos.

Super organizada, estudiosa, preocupada com a escola, e principalmente em não defraudar as expectativas dos pais.
Essa é a principal razão pela qual Mariana faz questão de ser boa aluna. Nem é tanto o brio pessoal, mas sim não querer sentir que não correspondeu às expectativas dos pais, e ficar sujeita aos seus comentários desagradáveis quando isso acontece.
A mãe estudou muito para ser médica e chegar ao lugar onde está hoje. Por isso, e pensando sempre no bem de Mariana, insiste com ela que tem de se esforçar para ter boas notas, e que não há outro caminho senão ter uma média que lhe permita entrar na faculdade...de medicina de preferência!
O pai com menos sucesso na sua carreira, não perde a oportunidade para lhe relembrar que caso queira ser feliz no trabalho que escolher, terá que para isso frequentar as melhores faculdades.
Nunca lhe perguntam o que ela sente nem o que ela quer.
Falam, falam, falam e na cabeça de Mariana fica a pressão de não falhar.
Não gosta que a façam sentir que fracassou, e como tal faz de tudo para alcançar bons resultados. 
O problema é quando Mariana chega à hora dos testes e como se costuma dizer "tem uma branca".
Antes não era assim. Mas agora que esta no 12º ano, e prestes a fazer exames finais, tem sido muito frequente isto acontecer. Não se consegue concentrar, o coração acelera, as mãos suam, a cabeça começa a andar a roda! Às vezes parece que não vai conseguir respirar.
Mariana começa a ficar assustada com estas reações, mas não é capaz de as partilhar com os pais que apenas vão dizer "não podes deixar isso acontecer".
Fácil não é? Para eles talvez, pois parecem ter sempre tudo controlado nas suas vidas e sabem sempre dizer o que é que Mariana tem de fazer.
Mesmo sem estar a fazer um teste, Mariana só pensa no que vai sentir nos dias dos exames e que não vai conseguir se controlar[C1] .
Mas o que fazer para tirar estes pensamentos da cabeça?
Foi no centro de estudo que se aperceberam que Mariana estava diferente, tensa e com dificuldade em se concentrar. Nem parecia a mesma.
A explicadora falou com ela para tentar perceber o que atormentava Mariana, e então ela acabou por lhe contar o quão nervosa estava a ficar com o aproximar das datas dos exames, e que sabia que se iria repetir o que já tinha acontecido anteriormente, ou seja se deixar dominar pelo stress.
A explicadora então disse-lhe: 
- Mariana, como podes ter a certeza que isso vai acontecer? Porque estás a deixar que a tua mente te diga que algo vai correr mal? Já tentaste pensar que tudo vai correr bem?
Mariana respondeu: 
- Não consigo. Por mais que tente não consigo.
Sabes o que eu aprendi Mariana? Perguntou a explicadora. Que todos conseguimos! Mas para uns é mais fácil que outros. Para uns, parece super natural ter pensamentos positivos e achar que vai correr bem. Essas pessoas às vezes até irritam. Disse a explicadora rindo-se.
Mariana soltou uma gargalhada!
Vamos fazer como essas pessoas fazem. Vamos aprender a usar os nossos pensamentos a nosso favor.
E como é que isso se aprende? Perguntou Mariana.
- Com quem sabe! Há pessoas que trabalham precisamente esta área e vamos ter no centro sessões de preparação para os exames, que me parecem terem sido feitas para ti! Confiança Mariana ok?
Mariana ficou muito curiosa e ao mesmo tempo motivada. Era possível aprender a controlar os pensamentos e substituir aquela sensação que a atormentava por uma sensação de confiança?!
Queria mesmo experimentar.
No dia da sessão, Mariana foi a primeira a chegar e a sentar-se confortavelmente nas almofadas que estavam no chão. O ambiente era tranquilo, com música de fundo relaxante e uma luz muito ténue na sala. Já estava a gostar de estar ali! Entretanto já todos os colegas se tinham acomodado e a sessão ia começar!
A voz da Hipnoterapeuta ficou gravada na memória de Mariana, assim como as suas palavras que escutava com toda a atenção, a sentir-se cada vez mais tranquila, mais em paz e mais capaz!!
Depois da fase de respiração e relaxamento, tão importante para trabalharmos o nosso bem estar, a Hipnoterapeuta começou então a conduzir os alunos ate ao momento futuro da realização dos seus exames.
- Imaginem agora, os momentos antes de entrar na sala para realizar o exame. Estão a aguardar que chamem o vosso nome, tranquilos, e a sentir uma onda de bem-estar a tomar conta do vosso corpo. Respiram fundo, e sentem-se motivados a realizar aquela prova, sentem-se capazes de responder a qualquer pergunta sobre aquela matéria, pois estudaram para isso e sabem que vão conseguir se lembrar da resposta a cada pergunta e calmamente escrevê-la no exame.

Entram na sala e sentam-se. Aguardam, serenamente, que o exame seja entregue e mais uma vez respiram fundo e sentem-se cada vez mais confiantes. O vosso coração bate no seu ritmo normal e a vossa respiração está controlada.
O professor entrega o enunciado e vocês começam calmamente a ler todas as questões e a aperceberem-se que sabem todas as respostas. Afinal estudaram muito e estão bem preparados. Começam a escrever e as respostas saem naturalmente. Escrevem com serenidade, sem pressa nem nervosismo, e a cada resposta que escrevem sentem-se mais motivados e confiantes. 
Mariana interiorizou esta mensagem de tal maneira, que todos os dias só pensava nisto. Praticava estas sensações sempre que podia. Afinal isto era também um exercício, e se o praticasse várias vezes antes do dia do exame, com certeza seria mais simples colocar em prática na hora H. 
Mariana aprendeu algo que os pais nunca lhe tinham conseguido transmitir. Se queria bons resultados, além de estudar, tinha de trabalhar a sua mente para alcançar objetivos e vencer. Mariana, inteligente, percebeu que isto podia ser aplicado em qualquer situação do seu dia a dia, da sua vida presente e futura. 
Conseguiu até imaginar o momento em que vai olhar para a pauta das notas e a alegria que vai sentir!! Um sorriso enorme, vai saltar de felicidade e vai ligar aos pais a dar a novidade: Eu entrei na faculdade!!
No aqui e agora, inspirou, ainda zonza da adrenalina de se visualizar a alcançar os seus objetivos, e sentiu a felicidade de ter ultrapassado o medo de falhar. Afinal era mesmo possível trocar os pensamentos que a bloqueavam por pensamentos e sensações que lhe davam a forca precisa para enfrentar os momentos decisivos. 

Agora estava tudo a postos!

 

 

 

 [C1]

 

 

Please reload

Our Recent Posts

Tudo a postos

May 9, 2018

A voar sobre um lago

April 23, 2018

Eu, no futuro

April 13, 2018

1/1
Please reload

Tags

Please reload

 

©2018 BY VIDA COM HIPNOSE. PROUDLY CREATED WITH WIX.COM